As dores e delícias de criar o filho em outro país

A Karen é uma paulistana que fazia mestrado na Alemanha quando conheceu o marido na Holanda, durante uma viagem de lazer. Foi lá que ela e o Werner casaram, fixaram residência (moram em Brielle, cidade com 16 mil habitantes e a 30km de Rotterdam) e viraram pais do Maximilian, filho do casal hoje com um ano de idade.   E quando um filho entra na rotinha, a vida muda demais….

Desfralde: 6 dicas para facilitar a retirada da fralda do seu filho

Desfralde é um assunto que gera muitas dúvidas, principalmente, em mães de primeira viagem como eu. Mas confesso que tirar a fralda de Pedro durante o dia não foi problema. Complicado está sendo desfraldá-lo à noite.      Já para a Jacqueline, mãe do Ian, do Theo e criadora do blog iMommy, aconteceu o contrário. E como sabemos que há muitas mães nessa mesma situação, decidimos compartilhar aqui as nossas experiências….

Depressão pós-parto e seus sinais: “meu bebê parece um estranho pra mim”

A maternidade é algo transformador porque interfere nos nossos instintos mais profundos. Também mexe com a nossa essência e sacode a zona de conforto de qualquer casal. A Luciana, mãe da Liz, de três anos, e do Danilo, de sete meses, experimentou esse efeito metamorfose durante uma profunda depressão pós-parto.    Os sintomas começaram logo após o nascimento da filha e representaram o começo de uma grande mudança da vida e atitude.  …

adoção

Adoção: quando mais importante do que gerar um filho, é ser mãe

Adriana me impactou logo de cara ao resumir, brilhantemente, a essência da adoção:   “Engravidar não era primordial para mim, e sim ser mãe”.   Nesse contexto, ela e o marido se mostraram receptivos às mudanças da vida, de conceitos, de planos. Escolheram dar e receber amor e estão cada vez mais maravilhados com a escolha que fizeram.     “O amor surge e se estabelece de forma imperceptível. Quando a…

Conheça os motivos da falta de apetite infantil e 5 dicas para vencê-la

Criança que come tudo e até repete alimenta o entusiasmo de qualquer um, não é mesmo? Mas nem sempre é fácil assim. Aliás, é comum escutar histórias de famílias com dificuldades para fazer a criança comer, experimentar novos alimentos e seguir uma dieta saudável.  Essa falta de apetite infantil pode tem relação com a fase da criança e a maneira pela qual o alimento é apresentado, esclarece a nutricionista infantil Ana…

O estrago de dizer aos nossos meninos: “homem não chora, deixa de ser mulherzinha!”

Quem nunca escutou por aí um…”parem de chorar, meninos. Isso é coisa de mulher”.     Em 2010 o então goleiro Bruno do Flamengo, ídolo de centenas de crianças e adolescentes na época, foi mais ousado ao perguntar numa entrevista coletiva: “quem nunca brigou ou até saiu na mão com uma mulher?”   Mais recentemente, os holofotes se voltaram para o ator José Mayer. Após ser acusado de assédio por…

Cavalos como aliados no tratamento do autismo

A aparência imponente desse grandalhão pode até impor um certo medinho. Mas não se engane: apesar do porte… o cavalo é um animal dócil e afetuoso. Durante a equoterapia, é capaz de trazer uma série de benefícios para pessoas com autismo e outros tipos de transtornos. De volta em volta em cima dele é possível melhorar, por exemplo:   Interação Toque Ritmo Equilíbrio Postura Atenção Humor Autoestima Afetividade    …

Futuro: como ajudar a criança autista a vencer o preconceito e ser autônoma

Minha avó dizia que paciência e discernimento são virtudes que devemos pedir todos os dias. No auge dos seus 83 anos, não é que ela tinha razão? Seu conselho me segue em pensamento, especialmente quando me deparo com o preconceito em relação ao autismo.   CLIQUE AQUI E CONHEÇA NOSSAS SUGESTÕES DE LIVROS SOBRE AUTISMO     AUTISMO E PRECONCEITO   Confesso que não é nada fácil perceber olhares curiosos…

Autismo e escola: quando o sucesso de um depende de todos!

Insegurança é palavra constante no meu vocabulário. É por que não é fácil saber se as escolhas que faço são as corretas, se os terapeutas definidos são os melhores, se a escola vai atender às necessidades da minha filha com autismo.   Quando se tem um autista não verbal em casa, a meu ver, o processo fica um pouco mais complicado. Tenho que confiar nas pessoas e nos lugares que…

Tratamento: por que vale a pena vencer a maratona de terapias

Nas salas de espera dos vários consultórios de terapia ocupacional, fonoaudiologia, psicologia, psicomotricidade, fisioterapia e nas academias de natação em que já passamos com a Alice, percebemos que não estamos sozinhos nessa jornada pela melhoria da qualidade de vida das nossas crianças com autismo. Percebemos, também, as carinhas cansadas e preocupadas de quem os acompanha.   As sessões duram em média 40 minutos, e como são cansativas – para nós, pais, e para…

Receba o nosso boletim

Ad
Ad