Conheça os motivos da falta de apetite infantil e 5 dicas para vencê-la

Criança que come tudo e até repete alimenta o entusiasmo de qualquer um, não é mesmo? Mas nem sempre é fácil assim. Aliás, é comum escutar histórias de famílias com dificuldades para fazer a criança comer, experimentar novos alimentos e seguir uma dieta saudável.  Essa falta de apetite infantil pode tem relação com a fase da criança e a maneira pela qual o alimento é apresentado, esclarece a nutricionista infantil Ana Karolina Moriel. Abaixo, ela explica tudo em detalhes

 

falta de apetite infantil

 

PRIMEIRO ANO DE VIDA X FOME

 

No primeiro ano de vida, a criança ganha peso e cresce de forma acelerada. Por isso, o organismo dela se adapta e gera aumento de apetite para acompanhar o ganho de peso. Portanto, geralmente, nessa etapa a criança:

 

  • Come mais
  • Se alimenta em intervalos menores
  • Consome mais calorias (em média, 100 calorias por kg de peso)

 

CLIQUE AQUI E VEJA COMO FAZER A INTRODUÇÃO ALIMENTAR. CONHEÇA, AINDA, 100 RECEITAS INCRÍVEIS DE PAPINHA

 

FASE PRÉ-ESCOLAR X FALTA DE APETITE INFANTIL 

 

falta de apetite infantil

 

Na fase pré-escolar, que vai dos três aos seis anos de idade, acontece justamente o contrário. Como a velocidade do crescimento diminuiu por questões fisiológicas, o corpinho da criança entende que não vai mais crescer rapidamente e diminui o apetite. Enquanto no primeiro ano de vida ela consome, em média, 100 calorias por kg de peso, nessa fase o consumo cai pela metade. Por isso, ela começa a:

 

  • Selecionar determinados alimentos
  • Rejeitar outros
  • Dar mais trabalho para comer 
  • Aí, a falta de apetite infantil passa a ser frequente

 

Mas atenção: a perda de apetite também pode estar associada a outros detalhes, alerta a nutricionista Ana Karolina Moriel:

 

“A falta de apetite infantil também pode estar relacionada à presença de alguma verminose ou à deficiência de algumas vitaminas e minerais como ferro e vitamina B12. Situações comuns nessa etapa. Por isso, é importante que os pais façam acompanhamento com um pediatra”.

 

 

POR QUE REDOBRAR A ATENÇÃO

 

Quando chega à fase pré-escolar, a criança já interage com a família e é mais independente. Por isso, é nesse período que ela começa a:

 

  • Formar os hábitos alimentares
  • Definir gostos e preferências
  • Demonstrar características da própria personalidade.

 

ESTRATÉGIAS À MESA

 

falta de apetite infantil

 

Para vencer a falta de apetite infantil e a seletividade alimentar, a sugestão é ter persistência e estratégia. Veja o que a nutricionista Ana Karolina recomenda:

 

  • Fracione a alimentação, se possível, em seis refeições diárias para diminui o volume de comida e facilitar a aceitação da criança. Ofereça:

 

1 - Café da manhã

2 - Lanche da manhã

3 - Almoço

4 - Lanche da tarde

5 - Jantar

6 - Lanche da noite

 

  • Apresente os alimentos "recusados" pela criança em outras formas de preparação, sempre em pequenas quantidades;

 

falta de apetite infantil

 

  • Nunca esconda o alimento que ela recusou no meio de outros. A criança precisa associar o sabor à imagem do que come. Aí, vale caprichar na apresentação e montar o prato com desenhos dos próprios alimentos;

 

  • Não obrigue a criança a comer. Essa prática pode causar revolta e até algum tipo de trauma. Se ela não aceitou, ofereça outras vezes em diferentes formas de apresentação;

 

  • O exemplo dos pais é muito importante. Por isso, uma sugestão é fazer as refeições em família sempre que puder. Assim, a criança se sentirá parte do evento e, ao observar os pais comendo determinados alimentos, tende a desejar fazer o mesmo de forma natural.

 

Se você ainda não chegou na fase acima, está na etapa das papinhas, recomendo conhecer o Manual  abaixo. Ele tem dicas incríveis e pode te ajudar muito!

 

Clique na foto do Manual e confira!